Espaço Branco
Sê bem-vindo ao Espaço Branco, regista-te para obteres algumas permissões, como criar ou responder a tópicos. O nosso fórum é sobre tudo desde juventude até tecnologia, o nosso objectivo é criar uma grande comunidade de amigos, por isso diverte-te!

Cumprimentos,
©️ Espaço Branco™️
Últimos assuntos
» yo \o/
Qua Dez 01, 2010 3:21 pm por Cavalera

» Λιλιανα, photo galerie. act. 05/09/2010
Dom Nov 21, 2010 2:54 am por Λιλιανα

» Americana chama-se Boo! em homenagem ao Halloween
Sex Nov 05, 2010 11:05 am por LucasMarley

» Ministra francesa manda retocar foto
Sex Nov 05, 2010 11:02 am por LucasMarley

» Polvo-adivinho já tem sucessor
Sex Nov 05, 2010 10:58 am por LucasMarley

» Luta entre ‘Homem-Aranha’ e ‘Capitão América’ acaba na prisão
Sex Nov 05, 2010 10:55 am por LucasMarley

» Casal de 60 anos apanhado a fazer sexo junto ao hospital
Sex Nov 05, 2010 10:53 am por LucasMarley

» EUA: Lady Gaga inspira disciplina universitária
Seg Nov 01, 2010 12:34 pm por LucasMarley

» Dilma faz história
Seg Nov 01, 2010 12:31 pm por LucasMarley

» Informação aos membros.
Seg Nov 01, 2010 12:29 pm por LucasMarley

» Espaço do spam.
Sab Out 30, 2010 9:28 pm por Cavalera

» Notas dos testes
Sex Out 29, 2010 11:37 pm por LucasMarley

Estatísticas
Temos 27 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de valentine

Os nossos membros postaram um total de 3574 mensagens em 503 assuntos
Parcerias
O nosso banner: 120x60

86x40


Apendicite.

Ir em baixo

Apendicite.

Mensagem por ;barbie. em Qua Set 01, 2010 8:33 pm

Apendicite é a inflamação do apêndice cecal, uma bolsa em forma de verme do intestino grosso. A apendicite mais comum é a apendicite aguda, que apesar de poder ocorrer em qualquer idade, é muito mais comum na adolescência. É extremamente comum, afectando mais de 7% de toda a população em algum momento das suas vidas.

A apendicite crónica é na verdade composta de apendicites subagudas repetidas, que levam a inflamação continua.

Etiologia

Até recentemente julgava-se que as apendicites surgiam após obstrução continuada do seu lúmen por uma massa sólida. Hoje sabe-se que as obstruções permanentes serão responsáveis apenas por uma minoria dos casos. Por possuir seu óstio no ceco, pode entrar e ficar retido um fecalito ou coprolito (pequena pedra de fezes), ou mais raramente um pequeno parasita intestinal, dificultando seu esvaziamento. Outras causas são cálculos da vesícula biliar, ou aumento de volume dos gânglios linfáticos locais. As bactérias que permaneceram na luz do apêndice produzem gases que ficam retidos na cavidade, causando distensão da parede do apêndice e dor. Este aumento da pressão dentro do lúmen do órgão gera isquemia (déficit de oxigênio). Após várias horas de deficiência de oxigênio, a isquemia transforma-se em necrose (morte das células), que estimula maior multiplicação das bactérias.

A maioria dos casos deverá ser devido à infecção directa do apêndice aberto ou após breve obstrução.


Complicações

1. A complicação mais comum é a perfuração livre do órgão para a cavidade peritoneal, com extravassamento de fezes e pus para fora da alça intestinal. As bactérias invadem o liquido peritoneal (peritonite).
2. Outra complicação é a invasão do sangue com septicemia e coagulação intravascular disseminada.
3. Formação de abcesso bacteriano.
4. Trombose da veia porta.

Diagnóstico

O diagnóstico de apendicite é difícil devido ao grande número de casos que apresentam apenas alguns, ou até nenhum sintoma específico até muito tarde na progressão da doença. As apendicites com poucos sintomas são mais freqüentes em idosos ou crianças pequenas. Outro problema é que o apêndice pode ter localizações raras, o que dificulta a atribuição de uma dor num local onde ele não seja comum (como no lado esquerdo). Contudo, a apendicite, se não tratada, é muitas vezes mortal, e mesmo as apendicites atípicas são mais frequentes que qualquer outra causa de ventre agudo, logo são sempre diagnosticadas cerca de 20% de falsas apendicites.

Os sintomas clássicos (que, como foi dito, ocorrem em uma minoria) são:

1. Dor difusa contínua no abdôme, junto do umbigo, movendo-se por vezes para o quadrante inferior direito (fossa íliaca direita) após algumas horas (no ponto de MacBurney). Por vezes é muito moderada em intensidade.
2. Sensibilidade ao toque no ventre, por vezes com alguma defesa dos músculos. (sinal de Blumberg)
3. Náusea e vômito.
4. Febre baixa.¨
5. Falta de apetite

Estes sintomas geralmente se agravam com a progressão da doença.

Análises do sangue poderão mostrar leucocitose (aumento da quantidade de leucócitos). Em casos duvidosos é aconselhável uma tomografia computadorizada (TC) abdominal, que mostrará a parede do apêndice edemaciada (inchada). Entretanto, o uso de TC em mulheres grávidas e em crianças é significativamente limitado, devido a questões envolvendo exposição à radiação.

Tratamento

Apendicectomia aberta (não laparoscópica) em curso

O tratamento da apendicite é a retirada do apêndice,podendo ou não ser seguido de antibioticoterapia na dependência do aspecto do apêndice no intra-operatório, . Atualmente, o método indicado para a realização da apendicectomia, retirada do apendice, é a cirurgia vídeo-laparoscópica, realizada através de 3 pequenas incisões, e com o auxílio de um monitor. Este tipo de cirurgia permite uma recuperação mais rápida, devido ao pequeno tamanho das incisões, além de um melhor efeito estético. Além disso, a cirurgia vídeo-laparoscópica permite a inspeção de toda a cavidade abdominal, excluindo-se assim, outras causas de dor abdominal que não a apendicite. Nos casos em que há um abscesso, há a necessidade de colocação de dreno para o completo esvaziamento do pus da cavidade abdominal.

O tempo de internação varia de 24 a 72 horas em média, dependendo da recuperação do paciente e do grau de contaminação da cavidade abdominal (presença de pus no momento da cirurgia).

Prognóstico

Se não tratada, morrem 99,9% dos doentes. O diagnóstico precoce e tratamento cirúrgico de todos os casos, mesmo que de diagnóstico duvidoso, reduz a mortalidade a 0,1%.
avatar
;barbie.
Moderador
Moderador

Mensagens : 492
Pontinhos : 6660
Espaços branquinhos : 0
Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 21
Localização : casota do cão.

Ver perfil do usuário http://saronaw123.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apendicite.

Mensagem por Joaninha em Qua Set 01, 2010 8:33 pm

O meu irmão teve, e foi operado. Bom post.
avatar
Joaninha
Administrador
Administrador

Mensagens : 678
Pontinhos : 7000
Espaços branquinhos : 1
Data de inscrição : 29/08/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário http://jpatricia95.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apendicite.

Mensagem por ;barbie. em Qua Set 01, 2010 8:40 pm

Eu já tive principios, dores horríveis. Comecei numa terça feira, esses dias todos, com dores. Na sexta-feira à noite atacaram com tanta força, não te passa. Tive lá quatro horas, e afinal não era nada. -.-
avatar
;barbie.
Moderador
Moderador

Mensagens : 492
Pontinhos : 6660
Espaços branquinhos : 0
Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 21
Localização : casota do cão.

Ver perfil do usuário http://saronaw123.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apendicite.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum